HOME
 
O GRAL
 
PRODUTOS
 
ENVIE SUA RECEITA
 
ATENDIMENTO
 
 
 
CANAL DA SAÚDE
 
 
Comida japonesa engorda? Aprenda a explorar os benefícios SAÚDE EM DIA
Comida japonesa engorda? Aprenda a explorar os benefícios

A comida japonesa é muito popular no Brasil, mas também é cercada de mitos e crenças. Muitas pessoas que adoram os sabores únicos dos temakis, sushis e sashimis, também acreditam que as opções são saudáveis e não interferem no ganho de peso.

E, por isso, mergulham nos pratos asiáticos com a certeza de que isso não prejudicará a saúde. Mas, será que as comidas típicas do Japão são mesmo benéficas para o organismo?


Primeiro é preciso entender como as pessoas ganham gordura corporal. E o processo é simples, necessita apenas de um superávit calórico. Ou seja, consumir mais calorias do que se gasta. A partir desse princípio, já é possível dizer que qualquer alimento – saudável ou não – se consumido desenfreadamente pode engordar sim.

O que vale, nesse caso, é optar por comidas com menos calorias, para, assim, evitar o acúmulo de gordura.

"Como qualquer comida, a japonesa pode engordar se for consumida em excesso, sobretudo se considerarmos que há muitas frituras e molhos com alto teor de gordura. Sendo assim, fique atento às quantidades para não exagerar", orienta a Dra. Lívia Salomé, especialista em clínica médica e estilo de vida.

Segundo a nutricionista Fúlvia Gomes Hazarabedian, quando se está em um restaurante japonês, o controle e as escolhas dos alimentos são fatores decisivos para que exageros sejam evitados. Apostar nos teppans, por exemplo, talvez seja uma boa alternativa. “Pode-se optar pela carne ou peixe, que são proteicos e acompanhados de arroz. O carboidrato deixa o prato completo”, sugere.

Outro fator importante, que não pode passar desapercebido, são os acompanhamentos e detalhes da culinária japonesa. A quantidade de refrigerante – mesmo que seja zero açúcar – e de shoyu, por exemplo, podem alavancar os índices de sódio da refeição. Por isso, é preciso ter atenção. “O excesso de sódio pode causar desequilíbrios, inchaço e, com isso, o aumento de peso”, comenta a nutricionista.

Também vale ficar de olho nos vegetais e legumes que, durante um rodízio japonês, por exemplo, podem ficar em segundo plano. Além de garantir uma boa concentração de vitaminas e minerais, incluir esses alimentos na refeição podem gerar uma maior sensação de saciedade, sem elevar muito a ingestão calórica.

“A base da alimentação japonesa é arroz e peixes. Sendo assim, a quantidade de vegetais consumidos, principalmente em rodízios, é bem inferior ao que seria saudável e equilibrado para uma refeição completa. Não se pode esquecer dos vegetais, pois são fontes de fibras, vitaminas e minerais”, explica a especialista.
 
 
 
Cadastre seu celular e
receba ofertas exclusivas!
     
 
   
 
HOME
 
O GRAL
 
PRODUTOS
Saúde e Bem-estar
Nutrição e Fitness
Beleza e Estética
Marcas em Destaque
 
 
 
ENVIE SUA RECEITA
 
ATENDIMENTO
 
 
 
(48) 3433-5707
 
Rua Coronel Pedro Benedet, 350 Sl. 5
Centro | Criciúma - SC
 
Segunda à sexta, das 8h30 às 18h
Sábado, das 9h às 12h
 
contato@ogral.com.br
         
 
 
 
       
 
Razão Social: FARMACIA FIANI BACILA LTDA | CNPJ: 82.698.325/0001-54 | AFE: 7.36007.3 | AE: 1.34416.4
Farmacêutica Responsável: Dra Caroline Casagrande | CRF/SC: 8000 | Dra Gabriela Colombo | CRF/SC: 11203
Copyright © 2020 - Todos os direitos reservados
Produzido por FrameSet